Horizonte de Palavras

Porque escrever é olhar além…

Trabalho voluntário no exterior: solidariedade e vivência na bagagem

Jovens e adultos buscam experiência em outro país para enriquecer a vida pessoal e o currículo

A possibilidade de aliar solidariedade, novas experiências, viagem internacional e o aprimoramento profissional tornou o trabalho voluntário no exterior uma atividade muito procurada por jovens e adultos. Para quem busca esse tipo de vivência, um dos fatores interessantes é ajudar no desenvolvimento de projetos socioculturais, contribuindo com quem mais precisa. A recompensa? Uma bagagem carregada de novas visões, perspectivas e aprendizado.

Foi exatamente para ajudar pessoas de culturas diferentes que Marília Watts, 26, decidiu fazer um intercâmbio voluntário. Fatores como dominar um idioma, querer viajar e praticar a solidariedade motivaram a decisão. “Sempre gostei de ajudar as pessoas, de diversas maneiras, da gentileza à filantropia, e fazer isso atrelado a uma viagem pareceu bastante interessante”, afirma Marília. Por gostar de destinos exóticos, optou pelo Marrocos, que tinha um programa de voluntariado para ensinar inglês em ONGs. No meio deste ano, Marília foi designada à ONG Amam Salé. Por duas semanas, ensinou inglês a adolescentes de níveis básico e intermediário.

A estudante de jornalismo Mariana Fagundes também buscou no trabalho voluntário uma oportunidade para fazer algo que não se resumisse apenas a estudar ou trabalhar fora do país. “Meu ideal de intercâmbio era que a experiência mudasse não só a minha vida, mas também a de outras pessoas”, explica Mariana. Foi por meio da Associação Internacional de Estudantes de Ciências Econômicas e Sociais (Aisec) que ela escolheu se aventurar no trabalho voluntário em outro país. A Aisec oferece suporte para a realização de ações sociais e é considerada a maior organização de estudantes do mundo.

Ao conhecer a proposta do grupo, Mariana se encantou pela possiblidade de aprendizado pessoal e embarcou na experiência. Ela foi para Novosibirsk, na Sibéria, a terceira maior cidade da Rússia, e ficou lá por um mês. Durante o programa do intercâmbio de voluntariado, a estudante fazia a cobertura de eventos com fins sociais. Tudo era publicado no jornal cultural da região. “A experiência foi extremamente enriquecedora, muito mais do que só pelo trabalho. Fiz grandes amigos e descobri aspectos de mim mesma que eu nem imaginava que existiam”, afirma a jovem.

Não existem dados oficiais sobre a quantidade de brasileiros que viajam a outros países para ser voluntários. Mas de acordo com a Agência Experimento, especializada na área, neste ano houve um aumento de 80% em relação a 2011. Geralmente, quem busca a experiência são recém-formados que já fizeram algum tipo de intercâmbio ou quem deseja aprimorar o idioma.

O mercado, cada vez mais exigente, busca profissionais ímpares e o trabalho voluntário é uma oportunidade para se destacar. “O grande diferencial é que o mercado atual quer e ‘exige’ que o profissional não seja o padrão. E o programa mostra o interesse em servir e cuidar do próximo”, afirma a consultora de RH da Agência Experimento, Kassiana Pozzati. Além disso, segundo Kassiana, um profissional que passa por essa experiência é mais bem visto pelas empresas. “Há uma enorme valorização. Não basta ter feito intercâmbio, tem que buscar algo mais e o programa de trabalho voluntário, por si só, é o algo mais”, completa.

O programa de voluntariado da Experimento é oferecido em vários países: África do Sul, Albânia, Gana, Guatemala, Índia, Irlanda, Marrocos, Nepal, Nigéria, Turquia e Estados Unidos. Para participar, é necessário ter um nível avançado de algum idioma e ter mais de 18 anos. Em geral, as agências encaminham o voluntário de acordo com a necessidade de cada comunidade. Por isso, qualidades como pró-atividade e boa vontade são requisitos essenciais para quem encara a experiência. Os programas duram, no mínimo, duas semanas e os participantes ficam hospedados em casas de família ou alojamentos. Segundo a agência, os preços variam, mas existem programas a partir de U$$ 1 mil.

Confira o relato de Marília

Anúncios

08/02/2013 - Posted by | Multiplicidade

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: